Água termal: algumas informações

Algo que me incomoda um pouco nesta era de proliferação de blogs é que vira e mexe alguém divulga alguma informação por puro “achismo”, ninguém aparece para contestar a informação e no final aquilo acaba sendo dado como verdadeiro. Essa minha impressão é confirmada quando leio os comentários e vejo gente agradecendo pela informação recebida, sendo que aquilo era apenas opinião da pessoa, não um fato. O problema é que nem sempre a informação é verdadeira, ou é verdadeira mas falta informação para a pessoa ter tirado aquela conclusão.

Eu pensei em escrever este post depois de ver um algum blog por aí comentar que achava que água termal era placebo e que água mineral ou da torneira teriam o mesmo efeito, afinal, também possuem minerais. Nos comentários, pessoas concordavam e achavam que esse “ambos possuem os mesmos elementos” era uma boa argumentação, quando, na verdade, esse argumento é um tanto quanto simplista e falho. Aí me lembrei do tanto de coisas que já li a respeito deste famoso produtinho, ora citado como milagroso e de mil e uma utilidades, outras vezes dado como pura enganação das empresas para obter lucros com um produto superestimado.

Eu, quando comecei a me interessar pelo assunto, fiquei um pouco perdida com tanta informação desencontrada, então seguem algumas considerações a respeito que acho que podem ser interessantes.

De fato, a pessoa do blog estava certa quando afirmou que presença de minerais não é exclusividade das águas termais, já que que você encontra minerais tanto na água da torneira quanto na mineral. Porém, para que ela pudesse chegar àquela conclusão, faltou analisar a composição quantitativamente também, ou seja, analisar a concentração. Se ela fizesse isso, verificaria que a concentração de ativos (minerais e oligoelementos) mas águas termais é bem superior à das águas minerais comuns, assim como sua pureza também é mais elevada.

Sem essa análise mais profunda, é a mesma coisa que a pessoa falar que aquele panetone de chocolate vagabundo que vem com umas míseras 10 gotas de chocolate é comparável a um panetone mais caro mas que vem com muito mais gotas só porque são feitos com os mesmos ingrediente. Não é muito correto, certo?

Voltando ao assunto, a água termal tem esse nome porque é obtida de fontes que emergem na superfície com temperaturas entre 35-54°C. Essa temperatura indica que ela veio de uma profundidade elevada (cerca de 1500m), portanto, teve de atravessar muitas camadas de solo para chegar até o reservatório. A água da chuva, superficial, é pobre em minerais. Conforme ela vai penetrando o solo a concentração de minerais dissolvidos nela vai aumentando (pra ser mais precisa, até um limite de saturação, que, creio eu, não chega a ser atingindo). Dessa forma, ao atingir o reservatório, a água da fonte termal é mais rica do que a água mineral obtida de fontes mais superficiais. No reservatório, a água ficou armazenada por um período considerável de tempo, de modo a atingir altas concentrações de minerais. Pelo profundidade elevada, também ficou livre de contaminação e da proliferação de bactérias e microorganismos. Como aquecimento gera vapor, após algum tempo, valores muito elevados de pressão são atingidos e a água emerge para a superfície.

Assim como a diferença entre o remédio e o veneno é a quantidade, pode-se dizer que o diferencial entre uma água dita com propriedades medicinais (como a água termal) e uma água sem tais propriedades é simplesmente a concentração do componente a que se atribui essas boas propriedades. No caso das águas termais, todas possuem elevada concentração e diversidade de elementos e por isso acabam tendo propriedades cicatrizantes, hidratantes e calmantes. Porém, a composição delas depende da região em que ela foi extraída e alguma propriedade é ressaltada em cada marca. Por exemplo, o grande atrativo da água da La Roche-Posay é ser rica em selênio, ao qual se atribuem propriedades anti-oxidantes e anti-inflamatórias. Já a água da Vichy é rica em bicarbonato, proporcionando maciez. A da Àvene possui uma composição mais balanceada e seria mais adequada para hidratação, ou seja, boa para climas secos ou ar-condicionado. A nacional, da Águas de São Pedro, é bem alcalina e rica em enxofre, possuindo, portanto, propriedades antissépticas e atuando no controle da oleosidade.

Relatando uma experiência minha, certa vez li em um comentário em um post sobre este tema em que uma pessoa dizia que água termal e mineral era tudo a mesma coisa, que tinha comparado a composição deles e era igual. Fiquei um pouco encucada com isso (será que tudo que eu lia por aí estava errado?), até que tive a oportunidade de ir numa farmácia e notar uma água em spray nacional, mais barata que as importadas. Achei que era uma água termal, mas no rótulo constava apenas como água mineral. Curiosa, fui olhar a composição. Aproveitei e comparei com as àguas termais disponíveis (se não me engano, La Roche-Posay e Àvene). Analisando apenas a lista de componentes, realmente não havia assim tanta diferença entre elas. Porém, mais importante que a presença é a quantidade, e a concentração nas águas termais era muito maior do que na mineral. Não lembro agora, mas na hora achei gritante a diferença e achei absurdo o preço cobrado pela água mineral. Se uma água mineral de uma fonte que se dizia mais rica do que as outras era tão mais pobre em composição do que as termais, para mim estava encerrada a questão, era impossível que uma água mineral comum tivesse ação semelhante à das ditas termais.

Apenas para fechar: toda água termal é também mineral, porém, nem toda água mineral pode ser considerada termal. Já vi textos chamando água termal de mineral, não é errado, mas gera confusão. Tem também uma marca que aproveitou a fama da água termal e vende um produto denominado “Água termal água de coco”. O nome é bizarro, e o produto, formulado a partir de soro de coco, pode até ser rico em minerais, mas não é exatamente água termal (apesar de que pode ter funções semelhantes).

Acredito que após essas informações, deu para ficar bem clara adiferença da água termal para as demais.

Agora, um apanhado geral:

  • Como visto, nem toda água termal é igual, portanto, dependendo da pele, uma pode ter mais efeito que a outra.
  • Pelo que eu vi em vários lugares, os efeitos são mais sentidos em peles sensíveis ou sensibilizadas (após depilação, peeling, queimadura ou irritação devido ao uso de algum produto, por exemplo). Assim sendo, quem não está com nenhum problema talvez tenha expectativas demais e não veja muito resultado.
  • O efeito refrescante de se borrifar água termal no rosto é o mesmo de se borrifar água normal. Porém, simplesmente jogar água na cara não hidrata, pois a água não vai ser absorvida. Já a água termal hidrata e isso não é efeito placebo, isso é garantido pela concentração de sais dela.
  • Borrifar soro fisiológico no lugar da água termal é uma opção bem mais barata para hidratar a pele e cumpre bem com a função, já que possui osmolaridade similar aos líquidos corporais. Porém você perde as funções calmantes e anti-inflamatórias da água termal.
  • Há quem diga que controle a oleosidade, há quem diga que é excelente para peles secas. Acho que o resultado depende de pessoa para pessoa e da composição da água.

Agora, uma opinião minha. Eu particularmente acho que água termal seja um produto muito bom para hidratar e tratar a pele, excelente para peles sensíveis, porém acho que, assim como o bepantol virou mito e tem mil e uma utilidades (nem todas com algum fundamento), algumas funções criadas para água termal, para mim, são desperdício de um produto que nem é muito barato no Brasil (ainda se estivéssemos na França…).

Vi muita gente comentando de usar para finalizar a maquiagem, até faz algum sentido se pensarmos que a água vai dar uma hidratada na pele e também ajuda a tirar o aspecto ressecado/empoeirado causado por produtos em pó. Mas tem gente que sugere também usar no pincel de sombra para fixar melhor, no kabuki antes de passar a maquiagem mineral, como diluidor de base quando se deseja uma cobertura mais suave. Ok, eu entendo que é prático porque a água já está lá no spray, mas, na prática, o resultado é o mesmo de se borrifar água normal. Podem até alegar que as propriedades da água termal irão passar para pele, mas neste caso, não é melhor passar essa água cara direto no rosto ao invés de ficar desperdiçando em pincel?

Enfim, cada um faz o que quer com seu dinheiro.

As informações deste post eu peguei de várias fontes, as principais são:

http://blogbulledebeaute.com/?s=%C3%A1gua+termal&x=0&y=0 (recomendo, tem algumas informações adicionais sobre benefícios e como ela atua na pele)

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/834440-agua-termal-borrifada-no-rosto-e-exagero-justificado-por-minerais-poderosos.shtml

Anúncios

Sobre Vanessa

Engenheira química, paulista, 27 anos, apaixonada por cosméticos e maquiagens. Acredita que conhecimento nunca é demais e que as pessoas deveriam ser mais críticas com as informações que recebem.
Esse post foi publicado em Água termal, Informativo. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Água termal: algumas informações

  1. Lanny disse:

    Ótimo post! Tem muito achismo mesmo nos blogs e muita gente super "especialista" em pele, mas falta comprovação científica. Me irrito um pouco com isso, com estes mitos que as pessoas vão criando como se fossem verdade, não só em blogs. Enfim, só acho que uma coisa só passa a ser verdade quando sai um estudo, com pesquisa sobre a coisa. Mas pesquisa em instituição séria, ainda tem isso. Sobre água (não termal) tem um canal no youtube que adoro assistir que é o Dermtv, de um dermatologista. Ele disse que não existe um estudo sequer que mostre que beber muita água deixa a pele linda e você não para de ver por aí as celebs dizendo que o segredo da pele bonita é beber muita água – queria ver sem os creminhos e as intervenções, peelings etc! Eita, falei demais, né? Abraços!

  2. Vanessa disse:

    Este comentário foi removido pelo autor.

  3. Lanny disse:

    Desta eu não sabia! :/ Queimou o filme!

  4. Finalmente um post mais esclarecedor!

  5. Vanessa disse:

    Que bom que ajudou 🙂

  6. Requintoza disse:

    Adorei seu blog estava pesquisando sobre agua thermal e achei esse post super completo gostei vc tem facebook?

  7. Requintoza disse:

    Adorei seu blog tava mesmo atras de mais informações sobre agua thermal obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s