Não acredite em tudo que lê

Minha antipatia pela Ligia Kogos começou depois de ler que ela afastava funcionárias por estarem acima do peso e só permitia a volta ao trabalho após o retorno ao peso normal. Que seja a clínica relacionada à beleza, e imagem é fundamental nesse mercado cruel, mas, né, de uma dermatologista, a expectativa é apenas que ela tenha a pele boa, não que ela seja linda, magra de cabelos compridos. Veja matéria aqui.

Depois, tive certeza de que nunca faria algo com ela após ela dizer que as atuais feições da Carla Bruni, um tanto deformadas, não são resultado de excesso de botox. Segundo ela, tem um pouco de botox sim, mas o rosto natural dela é assim mesmo. Ahã…

Ligia: ” Seja o que tiver feito atualmente, foi feito com habilidade e perícia preservando fielmente seus traços naturais”.(Fonte)

Hoje, estava lendo uma matéria dela para a revista da Drogasil e, mais uma vez, cismei com a dita cuja. Era uma matéria sobre cabelos compridos, e foram dois os trechos que me incomodaram. O primeiro:

“Outro entrave que impede de se realizar o sonho dos longos cabelos é o falso conceito de que, obrigatoriamente, deve-se cortá-los a curtos intervalos. Se a cada três meses o cabeleleiro aparar três cm, lá se vai todo o crescimento conseguido! Um absurdo! Oh sim, as pontas duplas serão eliminadas, mas e daí? Dali a dois meses elas estarão lá novamente, pois isso decorre do próprio desgaste matural cotidiano de lavar, secar e pentear e todo cabelo comprido tem um bom percentual de pontas duplas. Só os curtos não têm, por estar sempre sendo aparados, mas dessa forma, qual é a vantagem?”

Eu particularmente acho um saco esse pessoal que acha que cabelo de mulher tem que ser comprido de qualquer jeito. Eu acho que, se a pessoa quer ter cabelo comprido, tem que cuidar direito, assim como, se quer ser loira sem ter nascido loira, que faça a manutenção corretamente. É muito mais bonito um cabelo curto e médio bem tratado do que um longo todo ressecado e cheio de pontas duplas.

Não acho que precise cortar 3 cm a cada 3 meses, isso é mais para a manutenção do corte e eliminação de pontas duplas mesmo, você faz se achar se achar necessário Mas falar que ter pontas duplas é algo inevitável, que todo cabelo comprido tem é grande mentira. Eu já tive cabelo comprido por muito tempo (atualmente alterno entre comprido e médio), e quase nunca tive pontas duplas, só me lembro de 3 ocasiões em que cheguei a notar pontas duplas dele e foram em épocas que deixei muito tempo sem cortá-lo,  abusava do secador e não tinha muito cuidado com ele. E as pontas foram bem poucas (dava para contar nos dedos, muito aquém dessa coisa de “bom percentual de pontas duplas”.

Eu acho que, se tem pontas duplas, tem que meter a tesoura mesmo, e, se não quer ter que cortar, que trate melhor o cabelo para evitá-las. Mas isso não é diretamente mencionado na matéria. Ela diz para tomar suplementos, usar loções, evitar descolorir, agredir menos, mas não diz nada quanto a uma rotina de manutenção do cabelo.

Mas o pior foi o segundo trecho:

“Alisamentos são bem prejudiciais, e somente os de formol (formaldehydo) não partem os fios, desde que sejam os produtos aprovados pela ANVISA, nas concentrações permitidas. Os produtos com formol encapam os fios, espessando a queratina,  fazendo com que fiquem mais resistentes, mais lisos mesmo, não os alisando totalmente. O único desconforto é certo ardor nos  olhos e o cheiro na hora da aplicação, mas isso dura apenas alguns minutos; os cabelos ficam muito bonitos e não correm o risco de se quebrar.”

Como que uma médica tão conceituada ainda tem coragem de defender o alisamento com formol? Para início de conversa, alisamento que usa formol como princípio ativo e se encontra concentrações permitidas pela ANVISA não existe, simplesmente porque essa concentração segura é tão pequena que não alisa. Esse ardor e cheiro forte são sinais de que algo está errado com a concentração, e não algo que deva ser superado em nome da beleza.

Segundo, essa parte de encapar o fio é verdade (apesar do espessamento da queratina ser uma viagem dela), mas isso não é benefício nenhum. Essa selagem feita pelo formol impede o cabelo de absorver os tratamentos, com o tempo ele fica ressecado, quebradiço e sem muito o que fazer. Vou dar um exemplo real.

Uma amiga minha, de cabelo cacheado, vinha fazendo esses alisamentos com formol (escova progressiva) para tirar volume do cabelo mas sem deixá-lo liso. Ela amava o procedimento, o qual começou a fazer em 2007, fazendo sempre a manutenção conforme o cabelo crescia. Fiquei um tempo sem vê-la e a reencontrei no final do ano passado. Ao ser questionada pelo cabelo, que estava diferente, ela disse que parou de fazer a escova. Segundo ela, o cabelo começou a quebrar e cair em grande quantidade, mesmo tendo uma rotina boa de tratamento. Como o problema não era falta cuidados com o cabelo, ela ficou desesperada e a primeira coisa que passou pela cabeça foi ir ao médico, o qual, após exames, constatou que ela não tinha nenhum problema. O tratamento receitado para o problema dela era bem simples: parar de fazer escova progressiva e deixar o cabelo crescer naturalmente. Ela seguiu a recomendação e o cabelo parou de cair, como esperado. Como não é adepta do cabelo liso, tem investido bem nos cuidados dos cachinhos dela para controlar o volume.

Vulgo, a curto prazo pode até parecer bonito, mas no longo prazo é a desgraça. Demorou uns 3 anos para virem os resultados, mas, quando vieram, foram impiedosos. Como que uma médica fala que escova progressiva de formol deixa os cabelos mais fortes quando o que acontece depois é uma quebra generalizada de cabelo? Eu acho uma falta de noção sem tamanho uma dermatologista tão renomada ficar falando essas bobagens. O pior: muita gente acredita nela, só porque ela é famosa.

Anúncios

Sobre Vanessa

Engenheira química, paulista, 27 anos, apaixonada por cosméticos e maquiagens. Acredita que conhecimento nunca é demais e que as pessoas deveriam ser mais críticas com as informações que recebem.
Esse post foi publicado em alisamento, cabelos, mau-humor e marcado . Guardar link permanente.

11 respostas para Não acredite em tudo que lê

  1. A população e a mídia acha que médico bom é o que aparece nas colunas sociais ou o que paga por volta de 50 mil reais para ter uma assessoria de imprensa mandando spam para as redações. Eu prefiro o que aparece em congressos. Falando mais especificamente da Ligia Kogos, já vi cada coisa vindo dela… Recentemente a vigilância sanitária teve de atuar na clínica dela (ela se diz perseguida, sei…). http://fontanablog.blogspot.com.br/2009/08/monica-bergamo-folha-de-sao-paulo-link_11.html

  2. Vanessa disse:

    Eu ri quando ela falou que vão jogar maconha na clínica dela, pobrezinha…

  3. Ela só ficou famosa por causa do marido dela.É dose,né.Certamente ela acha que a Carla Bruni está normal porque ela SE acha normal,já viram o tanto que a criatura está deformada?

  4. Lanny disse:

    Se ela acha que modelo de mulher é o que parece com ela (link da matéria que você postou), ela deve achar a Carla Bruni linda do jeito que está mesmo, toda esticada!! ECA!

  5. Vanessa disse:

    Além do conceito duvidoso de beleza dela, ela acha que a Carla Bruni está normal porque foi ela quem aplicou botox na Carla Bruni quando ela veio no Brasil, então não dá pra falar mal do próprio trabalho né…Esqueci de colocar o link pro site onde ela fala isso, vou colocar.

  6. Vanessa disse:

    Sem dúvidas! Se ela quer valorizar a própria beleza deformada, tem que elogiar quem está no mesmo estado.

  7. Susu disse:

    Essa médica se formou onde? Ela usa drogas, é? Alisamento com formol??? Ela é louca!

  8. Susu disse:

    Essa médica se formou onde? Ela é louca é??? Ela defende alisamento com formol??? Velho, minha cabeleireira sabe mais que ela! Tô bege!

  9. Vanessa disse:

    Susu: Pior que louca, é famosa sem-noção.

  10. Anahi Schlichting disse:

    Fiz escova progressiva com formol apenas uma vez. No início ficou maravilhoso, depois ficou com aspecto de cabelo fraco e sem vida. Prefiro continuar com a chapinha, que, no meu caso, não danifica o cabelo.
    Além disso, sempre noto que minhas unhas descamam quando eu começo a usar esmaltes. Tenho quase certeza que é por causa do formol. Vou experimentar os 3-free e ver no que dá.

    Seu blog é ótimo! Obrigada pelo empenho em trazer informações confiáveis sobre cosméticos. Foi um achado pra mim! : )

  11. Re Araujo disse:

    Gente, a Carla Bruni está horrorosa, deformada, não entendo esses padrões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s