Sobre

I – Sobre o nome:

Pontos discrepantes, ou “outliers“, são aqueles pontos que saem fora do conjunto geral de dados, discordam do conjunto global.

A expressão entrou em minha vida quando fazia relatórios de laboratórios na faculdade e vira e mexe, na hora de botar os pontos num gráfico, aparecia aquele maldito pontinho que não queria se encaixar na curva de tendência.

Não era só na hora do gráfico que eles incomodavam, se incorporados aos cálculos, muitas vezes atrapalhavam o resultado final, dando resultados errôneos. Geralmente, a gente procurava uma justificativa para aquele dado ter saído muito diferente e acabava por ignorá-lo no resultado final.

II – Sobre o porquê do nome:

Gosto muito dos blogs de beleza, porém após algum tempo comecei a ficar incomodada com algumas coisas.

Teve uma época que a impressão global que eu tinha lendo os blogs era a seguinte:

  • a pele de todo mundo era absurdamente oleosa;
  • todo mundo tem cabelo tingido ou com química;
  • batom rosa chiclete é um ‘must have” que fica bem em todo mundo;
  • que maravilha, a maquiagem “neon” está chegando com tudo!;
  • batom azul é lindo;
  • tudo tem que ser matte;
  • etc.

Era um monte de coisa na qual eu não me encaixava ou não concordava… me sentia um ponto discrepante no meio desse universo abordado pelos blogs de beleza. Cogitei então criar um blog também.

Eu sou japonesa, é muito difícil achar algum post de maquiagem direcionado pra gente que não fuja dos clichês – para aprender a passar maquiagem nos olhos, ajudaram as meninas estrangeiras do youtube. Meu cabelo é liso natural e oleoso, o máximo de intervenção química que teve foi um Richesse ou outro tonalizante que eu passo de vez em quando quando ficam desbotados pelo sol. Um produto super hidratante ou reconstrutor que todo mundo ama às vezes é muito pesado pro meu cabelo.

Já discordei de algumas resenhas que li por aí e ficava pensando: “será que ela está mesmo falando daquele produto?”. Também notei que tinha muita resenha repetida, em compensação, às vezes ia procurar informação sobe algum produto que não estava na moda e era um sacrifício achar.

Por esses e outros pontos, além do meu vício por maquiagens e cosméticos, achei que talvez tivesse algo a acrescentar nesse universo infinito de possibilidades que é a “blogosfera” e resolvi criar este espaço.

Como o nome não está diretamente ligado a maquiagem e coisas “de mulherzinha”, se um dia acontecer de eu me cansar desse assunto, posso escrever sobre o que eu quiser e manter o mesmo nome.

Anúncios

2 respostas para Sobre

  1. Pingback: Como escolher seu removedor de maquiagem – Priscilla Kurtz

  2. Angela Cabral da Silva disse:

    Valeu o esclarecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s